marca_blog

Como ter um backup corporativo pode salvar você de ataques cibernéticos

Não existe nenhuma empresa que esteja 100% offline hoje em dia. Além de depender de serviços e produtos que exigem conexões à internet, como e-mails e CRMs, elas precisam se fazer presentes como marca em redes sociais e sites, por exemplo. Essa exposição à rede tem seus pontos positivos, mas também pode causar riscos à empresa.

Neste artigo, vamos falar sobre um perigo comum da internet: os ataques cibernéticos, que são projetados para causar danos a computadores, redes e arquivos. Você vai entender o termo malware, os tipos mais comuns de ataques cibernéticos e como levar a sério o seu backup corporativo pode ajudar a sua empresa a estar protegida. 

O que são ataques cibernéticos

Ataques cibernéticos (ou ciberataques) são ameaças de invasão, roubo ou destruição de sistemas eletrônicos por meio da quebra da segurança em TI. Realizados comumente por hackers, os objetivos variam de acessar dados sigilosos, roubar senhas e informações financeiras, fazer chantagens em troca de dinheiro e até mesmo danificar ou derrubar do ar todo um ambiente.

O termo malware (que deriva da expressão inglesa malicious software) pode ser considerado um termo “guarda-chuva” para programas mal intencionados que causam dano ao computador. A aplicação deste tipo de ataque é considerada crime cibernético, com malwares cada vez mais complexos e atualizados para enganar os softwares de segurança mais modernos. 

Conheça alguns desses tipos de ataques cibernéticos que mais ameaçam empresas – e pessoas físicas – atualmente:

Phishing

Este malware é um dos mais convencionais – um link malicioso que redireciona o usuário do computador alvo para uma página que rouba seus dados pessoais.

Como o nome sugere (fishing, em inglês, significa “pescar”), o cibercriminoso atrai o usuário com uma isca, seja ela um e-mail que simula o contato de um banco ou uma mensagem instantânea de uma loja, para que ele possa pescar informações críticas como CPF, número do cartão de crédito e até mesmo senhas, levando a prejuízos financeiros.

É o ataque cibernético com maior taxa de sucesso.

Cavalo de Troia (Trojan)

Icônico personagem da História grega, o cavalo de Troia em formato de malware segue o mesmo princípio: incluir programas maliciosos dentro de anexos aparentemente legítimos cuja execução é autorizada pelo usuário que os recebe.

No também conhecido como “Trojan”, o cibercriminoso se aproveita da camuflagem para convencer o seu alvo a seguir instruções que vão liberar os acessos que ele precisa para finalizar o ataque. Tendo o programa malicioso instalado no dispositivo, é possível coletar senhas, monitorar o tráfego e até mesmo pausar as operações do sistema.

Ataque DDoS

O DDoS (Distributed Denial of Service, em inglês, ou “negação distribuída de serviço”) é um ataque que tem como objetivo sobrecarregar as atividades de um servidor até que ele saia do ar.

Diferentemente dos outros malwares mencionados, esse ataque cibernético não busca o roubo de dados, mas sim derrubar um serviço web com um fluxo enorme de pedidos de pacotes de tráfego até que aquele servidor não seja mais capaz de atendê-los.

O agravante vem do termo “distribuída”, que significa que um mesmo computador pode controlar diversos outros para atacar seu alvo, aumentando o volume de requisições que ele sofre e impedindo que ele verifique a legitimidade dos pacotes.

Ransomware

Este tipo de ciberataque é o que mais cresce nos últimos anos – e teve um boom ainda maior no período da pandemia, quando a absoluta maioria das empresas tem se baseado na internet para dar continuidade às suas atividades. 

O ransomware é conhecido também como “sequestro digital” e se baseia na invasão do ambiente, criptografia de uma parte dele ou da sua totalidade e na exigência de um valor de resgate (ransom, em inglês) para recuperar os dados.

O ransomware é especialmente nocivo para empresas que não possuem cópias atualizadas e precisas dos seus dados em algum local, deixando-as à mercê do cibercriminoso, que tanto pode se aproveitar para extorquir grandes quantias de dinheiro, como pode simplesmente deletar todas as informações da empresa.

E este assunto nos leva ao próximo tópico:

Curso Rápido de Hacker: Aprenda a fazer um ataque ransomware em 3 aulas 

O backup como proteção contra ciberataques

Se ter uma solução de backup ainda não era prioridade para a sua empresa, talvez compreender o seu papel na segurança dos dados em um mundo infestado de cibercriminosos possa fazer você mudar de ideia.

Em todos os casos citados acima, mas especialmente em uma situação de sobrecarga maliciosa ou ataque ransomware, ter uma cópia correta, segura e atualizada do seu ambiente e seus arquivos pode evitar muita dor de cabeça. Seja para restabelecer suas atividades após ter seu servidor derrubado, seja para não precisar cair na chantagem de um criminoso, o backup é a ferramenta certa.

Cópia recente

Se a sua política de backup estiver bem configurada, você poderá ter cópias que acompanham perfeitamente a frequência de alteração dos seus dados. Isso significa que, se precisar recuperá-los, os dados estarão os mais atualizados possível e você não perderá tempo retomando a sua operação.

Localização segura

Além disso, manter uma cópia que esteja guardada longe do seu ambiente original de trabalho e fora dos dispositivos físicos que a sua empresa usa pode ser uma boa ideia em caso de infecção da sua rede de computadores. (Esse benefício não é apenas útil em caso de ataque cibernético, mas também em situações de desastres físicos, como incêndios, inundações, quedas de energia, etc.).

Não depender do criminoso

Como mencionado anteriormente, se você tiver seu sistema criptografado e um cibercriminoso estiver pedindo dinheiro para desbloquear seus valiosos dados, o melhor cenário é que a sua empresa possa simplesmente executar o seu backup, recuperar todos os dados da forma mais atualizada possível e ignorar o ataque, já que o hacker não terá mais a vantagem.

Leve o seu backup corporativo a sério

Investir tempo e dinheiro em uma boa solução de backup pode ser a diferença entre perder todos os seus dados ou se recuperar de um ataque sem nenhuma sequela.

Por isso, preste a atenção nos passos fundamentais para implementar o seu backup corporativo, designe profissionais capacitados e de confiança e proteja seu ambiente com toda a segurança que tiver à disposição. 

O backup certamente é uma solução indispensável para a empresa moderna. Independentemente do tipo de backup que você escolha, o importante é não deixar de tê-la. Assim, você garante a sua autonomia para proteger seus dados de ataques cibernéticos e pode se recuperar rapidamente caso venha a ser afetado por um deles.

Compartilhe este artigo:

Post Relacionados